A ProTIC

 

 

A Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) representa um elemento essencial para o desenvolvimento institucional, pela sua natureza transversal que permeia todas as atividades acadêmicas e da gestão universitária. É impossível dissociar a excelência e a expansão de uma Universidade, nos dias atuais, sem a atualização tecnológica e oferta de serviços informatizados para a comunidade.

 A Pró-Reitoria de Tecnologia de Informação e Comunicação (ProTIC) foi criada para atuar não apenas no suporte técnico e administrativo, mas para ser parceira de negócios, tornando-se fator crítico de sucesso para a consolidação da estratégia de atuação da UFOB. Dentre seus principais desafios estão a incorporação de novas tecnologias e métodos de ensino, agilidade dos processos internos digitais, eliminação gradativa do uso do papel, interação aluno/professor de forma rápida, dinâmica e lúdica, adequação e treinamento do corpo funcional da Universidade, e outras atividades visando a otimização da execução do Projeto Pedagógico Institucional.

 Dentro deste escopo, a ProTIC visa atingir os seguintes objetivos:

  •  atuar no nível estratégico e tático da UFOB;
  • viabilizar o alinhamento do Plano de Desenvolvimento Institucional  da UFOB com o Plano Diretor de TIC, que orienta a atuação da área;
  • equilibrar o atendimento às demandas dos diversos clientes internos;
  • potencializar a atuação estratégica da área de TIC em benefício da instituição; e
  • direcionar o uso intensivo de TIC em todos os órgãos da UFOB.

 A ProTIC possui as seguintes coordenadorias:

Competências de cada coordenadoria (macro atividades):

  • CAS – planejar e acompanhar os processos de atendimento, promover o atendimento pró-ativo e programas de treinamento;
  • CIT – implementar a Política de Segurança da Informação, monitorar recursos de rede e de telefonia, gerir o parque tecnológico, sistemas operacionais, sistemas de banco de dados, ferramentas de segurança e de produtividade;
  • CSI – desenvolver ou contratar sistemas de informação, portais e sites, implantar e prestar suporte aos sistemas de terceiros e manter sistemas legados; e
  • CPG – promover a gestão por processos, manter o portfólio de serviços atualizado, fomentar as metodologias de gerenciamento de projetos, promover treinamentos e melhoria contínua dos serviços.